terça-feira, 17 de maio de 2011

Sobre os invisíveis

Nós temos a nossa casa, nossa cama, nossa comida, um bom colégio, pais, tios e almoços aos domingos. Nós temos TV, computador, chuveiro életrico, celular, plano de saúde, dinheiro. Nós temos o necessário para viver. E eles? o que eles têm? O que nós fazemos pra mudar isso? Quantas e quantas vezes passamos pela rua e nem notamos que estão ali, virou coisa rotineira, mas NÃO, não é pra ser assim.
Todos os dias nós almoçamos o que queremos, enquanto eles trabalham de sol a sol  tentando ganhar 1 real que seja. Você têm ideia de como é ganhar um real pra eles? Não, você NÃO TÊM.
Sabe o que me fez parar pra pensar? Enquanto eu estraguei a comida do almoço e desci na casa do meu pai, vi uma criança remexendo o lixo procurando algo para comer, isso me doeu lá no fundo da alma. Deus como somos egoístas! Onde fica: Amai-vos o próximo como a si mesmo?
Bom, pense nisso.




10 comentários:

нєllєи Cαяoliиє disse...

Bá,
Seu post é um exemplo,aliás és um exemplo a forma de você pensar.
Hoje em dia,ninguém tá nem aí com ninguém,o que importa é a barriga de si próprios e basta.
Uma realidade em que o amor está cada vez mais extinto,triste isso!
Que muitas pessoas possam te ler aqui.
Um grande beijo*

Ligia L. disse...

Que post mais triste e provavelmente o mais verdadeiro que leu a tempos D:

triste saber dessa realidade, triste ninguem se importar, mais triste ainda é saber que ate eu as vezes não me importo.

beijos

Ricardo Steil disse...

Sim, Bárbara, sim, e como é fácil esquecermos destas pessoas - e muitas aqui próximas de nós. Quantas vezes esquecemos que poderiamos dar um conforto não só material mais interno com uma palavra amiga, um olhar de carinho. Lindo texto. Triste e lindo. Parabéns.

Thiago Brito disse...

Poxa, muito bom o blog, gostei mesmo, parabens, muitos bom tudo que li por aqui
Estou te seguindoo
quando puder passa la no meu tbm ;P
http://essenciaego.blogspot.com/

Té mais
abrç

Naty Santos disse...

Babi, o fato é que somos egoistas...sempre queremos mais, por mais que a gente tenha, estamos sempre desejando muito mais.Como vc disse, virou rotina e é uma coisa tão triste,mas, mesmo assim passamos por esses e não percebemos ou fingimos...

Tarsila Aroucha disse...

obrigada por todo o carinho e todo o cuidado de escrever pra mim, agradeço de coraçao mesmo pelas palavras..me confortam muito!

beeeijos querida volto sempre por aqui

'Lara Mello disse...

Por isso que quando eu reclamo da vida lá no blog, não me acho digna, acho que existe pessoas em situações piores do que a nossa.. Adorei o texto! :)

M.Baiana.C disse...

Às vezes (sempre) esquecemos qque eles são pessoas como nós, que precisam de comida, agasalho, sorrir, se divertir, seer abraçado.
Adorei seu texto.
Bom dia.

Juliana Simões disse...

Nossa! Disse tudo ! Adorei seu texto, aliás seu blog rs to seguindo !
se quiser me seguir =)
http://julianasimoesq.blogspot.com/

Anônimo disse...

Olá, Bárbara.

Estava procurando imagens no Google e me comovi quando vi a imagem acima, das duas crianças. Realmente, é doloroso ver o que o nosso egoísmo é capaz de fazer.
Mas podemos lutar contra este egoísmo, e começa dentro de nós mesmos. Participo de uma ONG que ensina como resgatar este amor pelo próximo.
Se tiver interesse, acesse: www.amormaior.org

Obrigado.

Márcio Santos