segunda-feira, 28 de março de 2011

Meu lado Maria


Não gosto de quem posa de inteligente, culto e letrado. Mesmo porque por mais inteligente, culto e letrado que você seja, cá pra nós, tenho certeza que vez ou outra passa os olhos na Contigo. Ou em qualquer site fofoqueiro. Ou na coluna social. Ou no Faustão. Ou no Big Brother. Além disso, não acho que assistir baboseiras seja atestado de inteligência e/ou esperteza. Eu, por exemplo, vejo o Big Brother pra rir. Leio livros que os mais intelectualizados (?) condenam para relaxar, me divertir, esquecer um pouco as asperezas da vida. A verdade é que tem muita gente fazendo pose por aí, mas lá no fundo adora ouvir uma música brega. Mas esse já é outro assunto. Hoje eu quero falar da Maria.
Sabe a Maria do Big Brother? A Maria, aquela que teve um rápido affair com o nada-bonito-Maurício. Maria, aquela que depois que o nada-bonito saiu da casa arrastou asa para o Wesley. Maria, que depois que o Maurício voltou pra casa se arrependeu. Maria, aquela que bebe e mostra a bunda na televisão. Maria, aquela que diz Maurício-gosto-de-você baixinho no ouvido. Maria, aquela que perde o foco, a noção, o norte, o jeito, o gesto. Maria, aquela que esquece a dignidade no fundo do copo. Maria, aquela que ataca o cara, chora pelo cara, quer de todo o jeito beijar o cara, é louca pelo cara, tarada, maníaca, doente. Pois bem, essa é Maria. Maria, que já foi uma das Felinas. Maria que, diz a lenda, já fez uns bicos na profissão mais antiga do mundo.
Não me importo com o passado da Maria. E eu digo: gosto da Maria, pois o que importa é o que a Maria representa, o que a Maria é, o que a Maria nos faz ver. Eu me enxergo na Maria. Eu enxergo muitas mulheres na Maria. E eu repito Maria-Maria-Maria. A Maria representa nossas lágrimas, nosso rímel borrado, nossos porres, nossas ligações na madrugada, nossos fiascos, nossas insanidades. A Maria representa aquela mulher que já perdeu a cabeça e o juízo por causa de um homem. A Maria é aquele comportamento que você teve sábado passado quando, bêbada e ofendida, mandou 34 mensagens para o celular do ex-namorado. A Maria sou eu há 5 anos atrás, que corria atrás de um cara que me fazia de gato e sapato.  
Maria é aquela moça que insiste em manter uma relação com um cara que tem namorada. Maria é aquela que gosta, tem uma inocência no peito, uma ilusão na boca, uma incoerência no olhar. Maria é aquela que acredita em palavras, se apega e quer ir até o fim. Maria é aquela que acha que o passado dita a moda do presente. Maria é aquela que não pensa antes de falar - e age como dá na telha. Maria é impulsividade, calor, vontade. Maria é a falta de vergonha em se expor.

A Maria, minha amiga, é a inimiga íntima de toda mulher.

(Clarissa Corrêa )

15 comentários:

нєllєи Cαяoliиє disse...

Ahh,acho que no fundo,no fundo tomos nós temos um lado Maria adormecido pronto para ser despertado!
Lindo texto Querida
Beijos

Ana e Dane disse...

Maria é fora de base! rs' ee realmente acho tambem qe ela é o que toda mulher esconde, muitos a julgam por ela ser do jeito qe é, mas nos esquecemos que todos ja tivemos atitudes iguais a dela, e se nao tivemos ainda vamos ter!

#Me divirto com a Maria OSAIUIOSIASIO

' nicolle sartori, *-* disse...

' o pior de tudo é que é verdade, :/
beijos :*
amei o blog, *o*, estou seguindo !

http://nicollesartori.blogspot.com

Raissa;* disse...

Por mais que nós odiemos ver a Maria naquelas situações, todas já fizemos um dos papeis dela, deve ser por isso que ficamos tão revoltadas!
Adoreei seu texto, disse tudo!
beijo ;*

'Lara Mello disse...

Adorei o texto em número, gênero e grau! Todas nos temos um lado Maria e vamos votar para ela ganhar! Bju

'Lara Mello disse...

Indiquei seu texto lá no blog.. Bju!

Martinha disse...

Gostei. Penso que todos temos, ou já tivemos, pelo menos uma vez, algo da Maria em nós.

Bianka disse...

Mariiiiiiia quee já fomos um dia. qntas marias há tão perto de nós. Julgar é fácil, o que quase ninguém faz é olhar para o proprio umbigo e ver que já agiu assim, por necessidade, ou por pura vontade. Adorei muito o texto.

Luna Sanchez disse...

Eu não tenho paciência para a TV, não só para o BBB mas para quase nada, na verdade. O que fico sabendo sobre o programa é através da Net e li alguns artigos sobre a Maria.

Concordo com o texto : ela representa o que todas nós já fizemos, fazemos ou faremos. É humana e falha e não faz tipo tentando esconder isso.

Um beijo, flor.

Karol Rodrigues. disse...

Melhor epoca da vida é quando somos maria. Nos divertir sem preocupar com o olhar idiota e critico dos outros, amar loucamente um homem sem se sentir presa a ele.

Karol Rodrigues. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
dear sarah disse...

Não assisti BBB e nem sei de quem se trata essa guria,

mas tambem não suporto quem se julga inteligente e culto que os outros.

bjs linda amiga!

Cáh disse...

hahahah, dei risada com isso. Vou falar a verdade, está cheio de gente criticando a maria... cheio de caras chamando ela de vadia e tudo mais. O comportamento dela é sim um pouco exagerado, mas tem o lado criança, o lado apaixonado... quem nunca foi feita de gato e sapato? e feito tonta continuou ali?

Ah Maria... rs, me faz até rir.


Um beijo

Naty Santos disse...

Adoreiiiii Babi!!

Vamos votar pra Maria ganhar, porq eu já desisti de daniel.
Amo ocê!!

Agora tira essa verificação de palavras!!kkkkkk

Andressa disse...

AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI!

MARIA É TUDO QUE EU FUI HÁ, 4 ANOS ATRÁS. FATÍSSIMO