segunda-feira, 5 de março de 2012



Hoje estou rebelde. Meu Dia Rebelde, com licença. Eu gostaria muito de estar em casa, sem roupa, com as janelas abertas, dançando sem música, com uma garrafa de qualquer coisa que desse um baratinho na mão, agora mesmo, nem são meio-dia ainda. Eu queria estar descabelada, de pé no chão, sem me preocupar com o que vão pensar, porque inevitavelmente, por mais seguro que você seja, você sempre se preocupa com o que acham. Blé para essa gente. Blé blé blé. Queria estar lá, na minha, esquecendo que existe o Lula, que o Inter fez 100 anos, que a crise tá fodida, que existe corrupção, fome, miséria e televisão. Eu queria estar pelada vendo um bom filme, lendo um bom livro ou fazendo qualquer outra coisa boa, como escrever ou sexo, que é bom e todo mundo tem vergonha de dizer. E se diz, é tarado. Eu queria comer um ovo de Páscoa adiantado e inteiro e sem culpa. Queria mandar a vizinha tomar no rabo e parar de buzinar todo o santo dia de manhã. Queria dizer para algumas pessoas que elas são burras e vão morrer burras se continuarem a agir do modo que agem. Queria escrever uma carta para todo mundo que eu amo. Queria que as pessoas vivessem inteiras e não pela metade. Queria que elas sentissem e pensassem inteiro. E claro. Porque é difícil pensar claro, sentir claro, amar claro. Hoje eu queria simplesmente não fazer nada, não me preocupar com o que passou e com o que virá. Queria não me poupar da vida. Queria ser uma sem juízo. Queria esquecer que a gente tem que fazer, tem que ser, tem que ir. Por isso, Vida Minha, hoje eu quero ter amnésia. E um sofá bem fofo para assistir todas as temporadas de Sex and the City, com Twix e qualquer bebidola para dar um barato. Pelada e sem culpa.

3 comentários:

Gabriela Freitas disse...

Ah Ba, ótimo texto, tem dias que também quero dizer e fazer só o que me dá vontade, mas acho que o certo seria fazermos isso todo dia!

Caroline disse...

Ah, disse muito.
Às vezes é a única coisa que da vontade de fazer é isso mesmo, viver sem precisar se importar com o restante.
Adorei que tenha voltado a postar!

Andressa Tavares. disse...

porque se revoltar é ótimo vez em quando..