domingo, 30 de outubro de 2011

Carta para mim mesma, porque eu sei o que preciso ouvir.

Bárbara,
Escrevo enquanto te olho por dentro, pra te fazer um afago, um chamego. Por que te conheço inteira, naquela hora que tudo é silêncio e sombra, naquela hora que sua gargalhada é um sol. Desse seu corpo que nasceu pra abraçar, eu conheço cada poro, cada taqui-bradi-cardia. Eu te conheço além da tua relação anticonvencional com essas que você se recusa a odiar por que não quer despender energia pra isso.
Eu te conheço doendo. Eu te conheço em paz. E é por isso Bárbara, que eu sou a pessoa que mais poderia amar você, porque não me interessa onde você erra, me interessa o que você aprende, apreende e absorve. Me interessa é como você se transforma. Interessa é o teu olhar de novidade derramado sobre as coisas simples e cotidianas como se descobrisse a essência do mundo diariamente. Eu te conheço plantando esperanças por que a intuição disse, sim vai dar certo, e deu. Eu te conheço não sendo ingênua, mas optando por acreditar no outro de novo, de novo e de novo, mas só até a terceira vez. Eu te conheço com um mau humor contagiante, com uma disposição admiravel, com uma alegria solitária. A que evita altura por pensar na queda. A amiga conselheira e agregadora. A que morre de ciúmes. Eu nasci pra amar você por que sei dos seus desesperos, tropeços, anseios. Sei da sua honestidade quando sente e dessa tranquilidade por falta de ambição. Te conheço acordada de madrugada só pra anotar uma frase. Da tua irritação por pessoas desconectadas. Tua preocupação com o lixo, teu preconceito com o luxo. E o que ainda posso te dizer Bárbara? Que você vive para a palavra, mas anseia viver exatamente o que ela não alcança.

E é por isso que eu te amo além do amor, hoje e sempre.

Do seu eu .




Texto baseado numa escrita da Marla de Queiroz.

8 comentários:

Gabriela Freitas disse...

Temos que amar sempre em primeiro lugar. Gostei da sua carta para si mesma.

Luna Sanchez disse...

Linda e corajosa.

Nem sei dizer o quanto gostei disso, mulher!

=*

'Lara Mello disse...

Amor Próprio, coisa rara.. Lindo =**

Guilherme Fraga disse...

Exalando!
Gostei!

Caroline disse...

Adorei o texto, muito bom!

Martinha disse...

Fantástica carta. :)

Ana Bárbara disse...

Adorei, lindo demais!

Hey xará, ainda se lembra de mim? rsrs
Por um tempo, eu desativei o blog e agora estou voltando com ele totalmente novo e com assuntos diversificados. Espero, se puder, sua visita por lá. :)

Bjks e bom feriado!

Arianne Carla disse...

Olá, tudo bem? Sou dona do blog Eppifania, e passei muito tempo longe daqui... Me perdoe. Quero avisar que mudamos de endereço, agora nosso url é: Eppifania.blogspot.com/
Contamos com sua visita e crítica.
Estamos com novidades.