domingo, 28 de agosto de 2011

Ainda lembro daquele dia, posso te contar passo a passo. O sol estava se pondo e minhas pernas tremiam, eu havia acabado de chegar. Te encontrei na rua e tentei manter a pose. Era aniversário de uma amiga em comum. Uma canção suave perturbava a minha mente e parece que você percebeu meu jeito sem graça. Eu sorria com os olhos e mordia os lábios para não demonstrar o que estava sentindo naquela hora. Por quê? Estávamos ali para resolver o que faríamos. Tudo soava confusão e eu estava atrás de alguma certeza. Então você sentou ao meu lado, meu corpo começou a arrepiar, senti o calor da sua pele e o ar estava com o seu cheiro. Você não disse nada, pegou a minha mão e colocou no meio das suas; senti tudo aquilo outra vez. Eu queria te olhar e falar tantas coisas que nem sei explicar. Parecia que você estava me entendendo, não fez perguntas. Sua mão percorreu a minha nuca, depois meus cabelos e sua boca acabou encontrando a minha. Nos beijamos um longo tempo e eu coloquei a cabeça no seu peito. Não me sentia confortável, mas me sentia segura. Me sentia bem, mas levemente confusa. Ficamos quietos, havia muito para ser dito. Durante algumas horas o silêncio falou por nós. E ele foi quebrado. Tínhamos que resolver as nossas vidas. Minha barriga estava cheia de borboletas e eu pude ouvir o seu coração. O seu olhar era terno, quis te encher de cuidados. Te abracei de um jeito que sua cabeça ficou no meu ombro. E foi então que eu descobri que os seus olhos contam histórias. Já era tarde e eu tinha que ir; queria ter ficado, mas fui. E recomeçamos novamente.

Não é tristeza, nem dor. Não é saudade, nem melancolia. Talvez seja só o reflexo do amor. E a vontade de me sentir viva mais uma vez.
01/07/2010

7 comentários:

-Franci Lopes disse...

Maais eu acho tão liinda essa historia de vocês'!
Um conto de amor interminavéél.'! Lindo Post'!

Beijos.

Ingrid Busquet disse...

A gente sempre se lembra dos detalhes...
Lindo texto ((:

Luna Sanchez disse...

Adoro as tuas inspirações, de verdade.

Um beijo, flor.

Julliany kotona disse...

Que blog lindo amei,amei gostei tanto que resolvi ficar,já estou a te seguir te convido a conhecer meu cantinho também se gostar fique! Tudo por aqui é lindo,parabéns pelo blog contagiante bjos de boa semana!

http://julikotona.blogspot.com/

Talita Oliveira disse...

Flor, meus parabéns! É tudo tão lindo e harmônico por aqui. AMEI!

Estou seguindo!

;**

Natália Rocha disse...

Que lindo, flor! Nossa! Amei demais!

"E foi então que eu descobri que os seus olhos contam histórias."

E contam histórias bonitas, doces, intermináveis.

um beeijo!

Ótima semana pra ti!

**

'Lara Mello disse...

O segredo do amor está nos detalhes, fica bem :)