sexta-feira, 20 de agosto de 2010

O que sempre falo com meus amigos (como se conselho valesse de alguma coisa) é que vingança não é remédio. Nem fazer justiça com as próprias mãos. Acredito que o tempo se encarrega disso. Acredito que pessoas que usam da confiança e boa vontade das outras nunca vão se dar bem na vida. Ou não vão ser felizes. Ou nunca vão conseguir amar de verdade. Ou não mereciam a gente. Ou que a gente deve agradecer por ter se livrado de um encosto. Ou sei lá o que. Nunca fui boa conselheira. Talvez essas sejam as formas da vida punir quem brinca com o coração dos outros. Não sei mesmo. Em todo caso, deseje o mal de volta pra pessoa. Não por vingança. Só pra ver se ela é forte como você.

Brena Braz

2 comentários:

☆Carlinha Prazeres☆ disse...

Isso é bom... mas não desejar o mal de volta, deseje tudo de volta!
Na verdade quando alguém me faz um mal peço logo a Deus que ajude aquela pessoa, por que com certeza aquilo vai voltar pra ela, de alguma forma... o que a gente faz aqui, é aqui mesmo que a gente paga... ninguém se iluda com o contrário não!!!
As consequências vem...

'Lara Mello disse...

Eu sou vingativa, não pq gosto mas pq é do meu extinto..Não desejo nada não, se não consigo me vingar, torna-se indiferente! Bju!